Notícias LOCAIS

Prefeitura lança Campanha Diga não às Queimadas Urbanas – Agosto Alaranjado 2024 – CGNotícias

A Prefeitura de Campo Grande lança nessa quinta-feira (4), a Campanha Diga Não às Queimadas Urbanas – Agosto Alaranjado 2024, de forma virtual, por meio do canal do Youtube da Educação Ambiental PLANURB CG. O vídeo da campanha pode ser acessado pelo endereço eletrônico: https://bit.ly/agosto-alaranjado-2024.
Organizada pelo Comitê Municipal de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Urbanos (COMIF), coordenado conjuntamente pela Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) e pela Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, o tema da campanha deste ano é “Mude seu hábito, não o clima!”
Instituída em 2017, a Campanha Diga Não às Queimadas Urbanas faz parte das ações realizadas pelo Executivo Municipal durante o Agosto Alaranjado, mês de prevenção e combate ao uso de fogo na vegetação em âmbito municipal, a fim de prevenir e reduzir o número de ocorrências de incêndios florestais e urbanos no município.
“O trabalho de conscientização e prevenção realizado pelo COMIF é essencial para que as pessoas conheçam as consequências das queimadas e se tornem agentes multiplicadores da informação, principalmente no período de estiagem extensa. Devido ao trabalho desenvolvido pelo grupo, o número de incêndios tem diminuído significativamente”, pontua uma das coordenadoras do COMIF, a engenheira ambiental Amanda Mariano.
Segundo os dados recebidos, de janeiro a dezembro de 2023, foram registrados 2.067 (dois mil e sessenta e sete) incêndios em vegetação atendidos pelo Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul (CBM-MS) na área urbana e rural de Campo Grande. Embora tenha realizado diversos atendimentos, a Política Militar Ambiental (PMA) registrou 5 (cinco) orientações em 2023.
Por outro lado, a Ouvidoria Geral do Munícipio (OGM-156) protocolou 314 (trezentas e quatorze) denúncias de utilização de fogo para a limpeza de terrenos baldios, enquanto a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur), no mesmo período, autuou e multou 140 (cento e quarenta) proprietários de terrenos baldios por utilizarem queimadas para a limpeza. As multas podem variar de R$ 2.944,50 a R$ 11.778,00.
Além de provocar prejuízos ao meio ambiente, como a perda de biodiversidade e danos as áreas de proteção, as queimadas são responsáveis pelos problemas respiratórios registrados no sistema municipal de saúde. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), em 2023 foram realizados 74.598 (setenta e quatro mil quinhentos e noventa e oito) atendimentos relacionados a problemas respiratórios.
A campanha visa sensibilizar a população acerca dos danos causados pelas queimadas ao meio ambiente e a saúde, como perda de vegetação em áreas de preservação ou proteção, perda de habitat para fauna, alteração na reciclagem de nutrientes, poluição atmosférica e, consequentemente, desenvolvimento de problemas respiratórios.
 
Como e quando realizar denúncias?
Para realizar a denúncia da queimada urbana sem flagrante, o cidadão tem disponível a central telefônica 156, o canal digital https://fala.campogrande.ms.gov.br ou o aplicativo Fala Campo Grande.
Já em casos de queimada urbana com flagrante, o cidadão pode realizar a denúncia por meio da central telefônica 153, acionando assim a Guarda Civil Municipal, com atendimento 24h disponível.
Em áreas rurais, as denúncias podem ser realizadas por meio do telefone 190, da Polícia Militar Ambiental, também disponível 24h.
Nos casos de emergência, o cidadão deve ligar no 193, para acionar o Corpo de Bombeiros, também com atendimento 24h.
 
O COMIF
Composto por 16 órgãos e entidades, o COMIF tem por objetivo promover o intercâmbio de informações e o planejamento de ações conjuntas voltadas à prevenção de riscos e ao combate dos focos de incêndios.