Notícias LOCAIS

Deputados participam de reunião do CICOE em resposta aos incêndios do Pantanal – Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Integrantes da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (Alems) participaram na tarde desta terça-feira (25) da 11ª reunião do CICOE (Centro Integrado de Coordenação Estadual), na sede do Comando da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, onde receberam informações sobre as ações do Estado no combate aos incêndios no Pantanal sul-mato-grossense. 
O presidente da Comissão, deputado Renato Câmara, avaliou que o esforço das forças de segurança pública estão respondendo com eficiência e capacidade operacional para o combate ao fogo no bioma. 
“Nós temos a clara convicção que o nosso Estado está fazendo o melhor possível. E a Assembleia Legislativa tem discutido, em relação ao que nós poderíamos fazer mais. Eu quero parabenizar todos pelo trabalho”, completou o deputado.
Presente na reunião, o governador Eduardo Riedel, acompanhado do vice-governador José Carlos Barbosa (Barbosinha), ressaltou a importância da participação do Legislativo neste esforço integrado. “Os parlamentares se colocaram à disposição para conhecer toda a estrutura que está em andamento em relação à ação do Estado diante do que está ocorrendo no Pantanal”. 
O secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc), Jaime Verruck, apresentou aos parlamentares o CICOE e suas atribuições. “Hoje, fazemos uma avaliação diária de toda a situação climática do Estado, fundamental para o planejamento das nossas ações em relação ao Pantanal”, garantiu. 

Em ação conjunta para conter os incêndios florestais no Pantanal, o Governo de Mato Grosso do Sul segue mobilizado em várias frentes estratégicas na Operação Pantanal 2024.
O tenente-coronel Leonardo Congro, do CICOE, destacou que a situação é mais crítica em relação aos incêndios de 2020 e que o trabalho de planejamento e execução foi adiantado para responder com eficiência à seca severa neste período do ano. 
Os investimentos do Governo de MS incluem a instalação de 13 bases avançadas dos bombeiros em solo pantaneiro para reduzir o tempo de resposta. Além disso, a Lei do Pantanal também foi articulada, elaborada, aprovada e está em execução pelo Governo tornando mais rígidas a normas de conservação, proteção, restauração e exploração ecologicamente sustentável da região.
Em janeiro de 2024 iniciaram-se as reuniões do Centro Integrado de Coordenação Estadual de Mato Grosso do Sul, integrando secretarias de Governo, Justiça e Segurança Pública, Meio Ambiente e Desenvolvimento, incluindo representantes da Defesa Civil, Imasul e Corpo de Bombeiros  Militar de Mato Grosso do Sul. 
No Pantanal, de acordo com a análise do Cemtec, a área com seca foi intensificada no período que deveria ser mais chuvoso, entre dezembro e janeiro. O que resulta em aumento dos focos de calor, incêndios florestais em todos os biomas presentes em Mato Grosso do Sul.
A situação colaborou para a ocorrência de incêndios florestais fora da época crítica que geralmente ocorre entre os meses de julho e outubro. O fenômeno El Niño se manifestou muito forte a partir do final de outubro e novembro de 2023. Foi uma situação atípica, com grande seca.
Ao final da reunião, os participantes conheceram a “Sala de Situação”, responsável pelo monitoramento e resposta aos incêndios no bioma. Além do presidente da Comissão, participaram ainda da reunião o vice-presidente, Lucas de Lima, e Paulo Duarte, e os secretários Eduardo Rocha (Casa Civil) e Rodrigo Perez (Segov). 
Alexandre Gonzaga, Comunicação do Governo de MS
Fotos: Bruno Rezende