Notícias LOCAIS

Campo Grande sedia 7ª Conferência Municipal da Cidade para discutir desenvolvimento urbano inclusivo e sustentável – CGNotícias

Na manhã desta sexta-feira (7), teve início a 7ª Conferência Municipal da Cidade, promovida pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) e do Conselho Municipal da Cidade (CMDU). O evento, realizado na Faculdade Estácio, seguirá até amanhã, 8 de junho, reunindo diversos representantes dos poderes públicos e da sociedade civil para debates e contribuições sobre o desenvolvimento urbano.
Esta etapa municipal é preparatória para a 6ª Conferência Nacional das Cidades, que terá como temática “Construindo a Política Nacional de Desenvolvimento Urbano: caminhos para cidades inclusivas, democráticas, sustentáveis e com justiça social”. A conferência busca mobilizar a sociedade para estabelecer agendas, metas e planos de ação com o objetivo de enfrentar os problemas urbanos existentes.
“Campo Grande  cresce todos dias e de forma ordenada, é uma cidade que acolhe quem chega aqui. Eventos como este são fundamentais para a preparar a cidade para o futuro, pois, quanto mais se ouve as pessoas, mais se acerta nas decisões”, pontua a Prefeita Adriane.

Entre os principais objetivos do evento está a mobilização da sociedade para enfrentar os desafios urbanos, bem como a indicação de representantes e propostas para a conferência estadual. O evento proporciona uma plataforma de debates essenciais para o desenvolvimento urbano local, regional e nacional, refletindo sobre questões como inclusão social, sustentabilidade e democracia nas cidades.
Para a conselheira regional da Região Urbana do Lagoa, Marialva Silva Florentino, participar da 7ª Conferência Municipal da Cidade é de extrema importância para adquirir conhecimento, e assim representar a sociedade da melhor maneira possível, além de apresentar os anseios das comunidades e construir juntos uma cidade de oportunidades, que tenha qualidade de vida para a população.

A 7ª Conferência Municipal da Cidade credenciou 48 entidades que atuam diretamente na área de desenvolvimento urbano. Estes segmentos incluem gestores e administradores públicos e legislativos de todas as esferas; movimentos populares; trabalhadores representados por suas entidades sindicais; empresários do setor de desenvolvimento urbano; entidades profissionais, acadêmicas e de pesquisa; conselhos profissionais e organizações não governamentais.
“Esse é o momento dos municípios se unirem para criarem políticas públicas efetivas para o estado e os municípios”, comenta a Secretária Municipal de Habitação de Ponta Porã, Luciana Chaves que aproveitou a oportunidade para a troca de experiências.
Para a diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul, Maria do Carmo Avesani Lopes, a Conferência da Cidade é um momento democrático, onde toda a sociedade discute os rumos de uma política de desenvolvimento sustentável. “É o momento para a sociedade apresentar os seus anseios, momento de reflexão. Parabéns Campo Grande por todo trabalho desenvolvido”.
“É uma alegria estarmos aqui nestes 2 dias reunidos para tratar de um assunto tão importante para as cidades brasileiras. Campo Grande é uma cidade pujante, que se preocupa com o desenvolvimento sustentável, e a expectativa é que consigamos contribuir favoravelmente para a construção da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU)”, comenta a diretora-presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb), Berenice Maria Jacob Domingues.

A Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU), um conjunto de ações governamentais voltadas para o planejamento, gestão, transformação e preservação de cidades justas, democráticas e sustentáveis com o objetivo de promover transformações urbanísticas estruturais e políticas de urbanização que respeitem as funções sociais da cidade e da propriedade, integrando infraestruturas, serviços públicos, moradia, transportes, saneamento, áreas verdes e espaços públicos.
“Participo das conferências da cidade desde o início e hoje estamos aqui, neste momento muito relevante para Campo Grande, para discutir a cidade e o seu desenvolvimento”, explica a Conselheira Estadual e Nacional das Cidades, Edemar Fernandes Cintra.
Entre os desafios urbanos a serem discutidos estão a equidade nas cidades, a inclusão de espaços públicos, o desenvolvimento econômico sustentável, a mobilidade urbana e a universalização do saneamento básico. O evento busca refletir sobre as potencialidades e problemas locais, promovendo a participação ativa dos cidadãos na construção de políticas urbanas que favoreçam um desenvolvimento inclusivo e sustentável.
#pratodosverem    Na matéria há quatro fotos: A primeira mostra, num plano geral, a partir do fundo do auditório da Faculdade Estácio, onde acontece o evento; a segunda mostra a prefeita Adriane; a terceira é uma foto da conselheira regional da Região Urbana do Lagoa, Marialva Silva Florentino e quarta mostra a diretora-presidente da Planurb, Berenice Maria Jacob Domingues.