NOTICIAS

Parceria entre Governo de SP e Univesp fortalece educação inclusiva no ensino superior





Acordo prevê o desenvolvimento de pesquisas, criação de cursos, palestras e workshops voltados às pessoas com deficiência



A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD) assinou um acordo de cooperação com a Fundação Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) para o desenvolvimento de ações na área educacional superior voltadas às pessoas com deficiência.

O termo prevê a produção de pesquisas voltadas às pessoas com deficiência, elaboração de projetos e de atividades como cursos, palestras, eventos, seminários e workshops; inclusão do tema na grade de conteúdo dos cursos de graduação da Univesp, disponibilização de recursos de acessibilidade para a inclusão e permanência de alunos com deficiência na universidade e desenvolvimento de artigos acadêmicos e científicos e publicações correlatas ao tema

Além da criação e disponibilização de cursos, em diferentes níveis e modalidades, que tratem da temática da pessoa com deficiência; realização de encontros para troca de informações, discussões e aprimoramento de temas relacionados à Administração Pública; e treinamento de qualificação do corpo docente, discente e dos servidores de todos os polos da Univesp por meio de cursos.

“Este acordo de cooperação é crucial para garantir que a educação superior seja genuinamente inclusiva. Avançamos na quebra de barreiras, promovendo a inclusão e a permanência das pessoas com deficiência na esfera educacional. Essa iniciativa é fundamental para construir uma sociedade mais justa, onde todos tenham acesso equitativo à educação e oportunidades para prosperar”, destaca o secretário de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marcos da Costa.

A Univesp irá planejar e realizar as atividades e ações acadêmicas previstas no acordo, além de disponibilizar sua plataforma de Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) para a hospedagem e oferecimento dos cursos sobre a temática que serão criados.

A secretaria irá fornecer apoio técnico para o desenvolvimento de ações e acessibilização de materiais para alunos com deficiência do ensino superior. Além disso, fornecerá consultoria para a comunidade acadêmica da Univesp para os processos de ensino-aprendizagem que demandam atendimentos especializados.

De acordo com o presidente da Univesp, professor Marcos Borges, é extremamente importante para a instituição participar da iniciativa. “Vamos contribuir para a criação e divulgação de conteúdos, ações de extensão e de pesquisas relacionadas à inclusão e acessibilidade. Queremos oportunizar e incentivar o nosso estudante de graduação a desenvolver projetos em prol da pessoa com deficiência. A inclusão é um dos pilares para uma sociedade mais justa e igualitária”, ressalta.

A parceria integra o compromisso da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência com as universidades do Estado de São Paulo, fortalecendo a inclusão das pessoas com deficiência no ensino superior e na sociedade como um todo.

“Este acordo de cooperação com a Univesp é mais uma concretização da parceria do Estado com as universidades em prol das pessoas com deficiência. Ele integra ações que já vêm sendo desenvolvidas pela Secretaria com outras três universidades estaduais paulistas: USP, Unicamp e Unesp”, ressalta o assessor especial da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Ignacio Poveda.

Protocolo de intenções
A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência formalizou, em evento no Palácio dos Bandeirantes com a presença do governador Tarcísio de Freitas em 6 de abril, um protocolo de intenções com a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e as três maiores universidades públicas do Estado: Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Juntos, os órgãos têm trabalhado para efetivar ações conjuntas que assegurem a implementação e gestão de políticas de acessibilidade às pessoas com deficiência, em especial com o desenvolvimento de tecnologias assistivas. O protocolo prevê a produção, sistematização e integração dos dados estatísticos sobre o universo dessas pessoas e o incentivo, fomento e produção de ciência, tecnologia e inovação voltadas para este público.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *