Notícias LOCAIS

Prefeitura de Campo Grande realiza sorteio de lotes na Comunidade Indígena Índio Forte – CGNotícias

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Emha) esteve presente neste domingo (30), na Comunidade Indígena Índio Forte, localizada no Jardim Inápolis, para realizar o sorteio de lotes destinados ao reassentamento de 39 famílias. O evento marca um passo significativo no processo de reassentamento, que visa oferecer condições dignas de moradia para as famílias da região.

Após a entrega dos lotes, com o documento de posse em mãos e segurança jurídica, as famílias poderão iniciar a construção de suas casas. Aqueles que precisarem de auxílio durante o processo de construção poderão solicitar doações de materiais pelo programa ‘Campo Grande Sustentável’.

O pedreiro Pedro Santana, de 61 anos, veio com a família de Anastácio há 32 anos em busca de oportunidade de emprego na Capital. “Eu mesmo vou levantar minha casa, hoje eu agradeço primeiro a Deus que fortaleceu a gente na luta para conseguir esse lote”, afirmou. Pedro ainda relembrou sua mudança para a Capital. “Eu me mudei porque não tinha mais como sustentar meus filhos e minha mulher na aldeia. Aqui na Capital eu consegui trabalhar e hoje meus filhos estão todos grandes, casados e moram aqui na comunidade também”, contou.

A moradora da comunidade Geiza Pereira, de 23 anos, contou sobre a satisfação em começar a construir sua casa no novo lote. “Aqui era sempre aquela situação difícil de não conseguir puxar energia direito e outras estruturas por não estar de forma regular. Esse momento foi muito aguardado pela gente, eu estou orgulhosa já que agora vamos ter um lugar onde a gente vai poder ter água, luz, poder construir nossas casas. Estamos muito felizes, voltamos a ter uma esperança”.

Cacique da comunidade, Júlio Ribeiro Barbino, de 77 anos, comemorou o estabelecimento da comunidade em um lugar regular. “Estou feliz que tudo está dando certo, do sonho do nosso povo, não só meu, do cacique. É sonho de todas as lideranças, estão todos felizes, de portas abertas e agradecendo, essa luta aqui em Campo Grande existe há muito tempo”, compartilhou.

Presente no sorteio, a prefeita Adriane ressaltou a importância da regularização na segurança jurídica e preservação da cultura indígena. “Sabemos que são mães e pais de famílias que estão lutando para ter segurança debaixo de um teto e que vão conquistar isso a partir de hoje. Além disso, a Prefeitura vai implantar um centro cultural dentro da comunidade, para as artesãs, para que a cultura seja preservada e as crianças cresçam propagem a língua, história e valores da cultura indígena”.

O diretor-Presidente da Emha, Cláudio Marques, explicou os processos para as famílias são atendidas há dois anos pela agência. “Este sorteio representa um avanço crucial para garantir que as famílias da Comunidade Índio Forte tenham acesso a moradias seguras e adequadas. As famílias já saem com a quadra e o lote para a Emha realizar a transferência para a área já regular. Nesse momento o foco está em instalar água e luz na área de reassentamento, para que eles se mudem com os equipamentos básicos de moradia digna”, finalizou.