NOTICIAS

Revelando SP: festival cultural é ampliado e contará com cinco edições em 2024

A ampla participação das cidades é essencial garantir a diversidade de todo o estado

O programa Revelando SP foi ampliado e terá cinco edições ao longo de 2024. O evento é uma iniciativa do Governo de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, com gestão e produção da Associação Paulista dos Amigos da Arte. O início será em Barretos, de 16 a 19 de maio. No mês seguinte, será a vez de Iguape, entre os dias 13 a 16 de junho. São José dos Campos recebe o programa de 4 a 7 de julho e Presidente Prudente, de 8 a 11 de agosto. A capital de São Paulo fecha o calendário entre os dias de 12 e 15 de setembro.

“Temos uma indústria criativa robusta no Estado de São Paulo e o Revelando SP é um exemplo disso. Um evento que engloba gastronomia, dança, artesanato é uma oportunidade perfeita para fomentarmos e preservarmos a essência da cultura paulista”, destaca a secretária de Cultura, Economia e Indústria Criativa do Estado de São Paulo, Marília Marton.

Para os municípios que desejam indicar representantes nas áreas de artesanato, culinária e manifestações culturais tradicionais, o edital já está aberto. A ampla participação das cidades de todas as regiões é essencial para que a diversidade e toda a cultura do interior, litoral e da região metropolitana da capital esteja representada no evento. As inscrições, disponíveis até 1° de abril, podem ser feitas no site www.amigosdaarte.org.br.

Revelando SP

O festival, que já teve mais de 55 edições ao longo de quase três décadas, oferece ao público uma viagem pelas tradições do estado de São Paulo, por meio de modas de viola, pratos típicos, expressões da cultura tropeira, catira, congada e muito mais. São saberes passados de geração em geração que representam a riqueza e diversidade da cultura paulista. Além disso, o Revelando SP é ainda palco para a apresentação de grandes nomes da música brasileira.

Em 2023, o Revelando SP teve duas edições, em São José dos Campos e em São Paulo, com a representação de mais de 260 municípios, por meio de 127 atividades culturais.

Na culinária, o festival sempre oferece uma infinidade de quitutes, com muitos preparos à base de milho, banana e amendoim, compotas, doces cristalizados, bolinhos, pastéis, queijos, sanduíches, galinhada, feijão tropeiro e pratos com nomes e histórias curiosas, que fazem valer uma prosa com os expositores para ter contato com as origens dessas tradições.

Os artesãos, por sua vez, levam ao festival esculturas produzidas nos mais diversos materiais, arte sacra, tapetes, bolsas, entalhes, bordados, tecelagem, artes variadas em fibras, cipós, papel e palha, entre outros, levando ao público a arte produzida em todo o estado, pelos sertanejos, caiçaras, povos originários e quilombolas.

As expressões artísticas, por fim, se fazem presentes por meio de modas de viola, congada, catira, folia de reis, jongo, fandango, cururu, dança cigana, samba de bumbo, coral indígena, violeiros, música caipira, bonecões etc.

Sobre a Associação Paulista dos Amigos da Arte

A Associação Paulista dos Amigos da Arte, Organização Social de Cultura responsável pela gestão de chamadas públicas, do Teatro Sérgio Cardoso, e do Teatro de Araras, além do Mundo do Circo SP, trabalha em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e a iniciativa privada desde 2004.

Música, literatura, dança, teatro, circo e atividades de artes integradas fazem parte da atuação da Amigos da Arte, que tem como objetivo fomentar a produção cultural por meio de festivais, programas continuados e da gestão de equipamentos culturais públicos. Em seus 19 anos de atuação, a Organização desenvolveu cerca de 70 mil ações que impactaram mais de 30 milhões de pessoas.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *